sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Fim de Ano II

O final vai se aproximando e começa aquele friozinho na barriga.
Existem muitas causas para ele: talvez a saudade do que poderia ter sido e não foi, a emoção de reencontrar alguém muito bem quisto ou a esperança de tê-lo de volta, a chance de poder virar a página e começar um novo registro. Porém, a pior das causas é o medo de fazer a retrospectiva interior e descobrir que você fracassou, que seus planos não eram esses e que a vida tomou rumos dificultosos para o recomeço.
Fim de ano é sempre assim, é a vida passada a limpo. Vista com uma lente de aumento.
Rosana Rodrigues

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

De volta ao começo

Que bom que podemos sempre acordar e recomeçar.
Que bom que Deus é misericordioso e sempre nos permite uma nova chance.
É como em "E o vento levou", a heroína sempre retornava às suas raízes para revigorar forças e recomeçar. Isso acontece mais ou menos assim comigo. Preciso reiniciar do ponto onde o erro começou e tentar fazer diferente. Talvez não seja o correto, mas me sinto mais segura assim. Acredito que todo mundo em algum momento tem ou teve essa vontade ou essa reflexão, principalmente ao findar e ao recomeçar de cada ano.
Que 2011 seja o recomeço então. Ou o continuar. O importante é que façamos o melhor possível!

Rosana Rodrigues

sábado, 18 de dezembro de 2010

Mestrado Profissional

Como prometi divulgarei aqui também,  informações relevantes sobre diversos assuntos.
Aqui está o link do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências que encontra-se aberto para inscrições na Universidade Federal de Itajubá.
Um abraço!
Rosana Rodrigues

Pessoas são presentes

Tenho 33 anos, muitas pessoas passaram por minha vida...dezenas, centenas, milhares.
Com muitas fiz amizades, mas poucas verdadeiras, com outras vivi, compartilhei problemas e felicidades.
Algumas outras me mostraram um mundo que não conhecia, a pobreza e a riqueza da pessoa humana.
Com outras me decepcionei, fui feliz, acompanhei e fui acompanhada. Aprendi muito, especialmente com as que me decepcionei, também fui decepcionante.
Sabe, costumo escrever no cartão de aniversário que faço para os funcionários da escola, que pessoas são presentes dados por Deus para as que estão ao seu redor. Eu realmente acredito nessas palavras. Decepcionantes ou não, são com elas que aprendemos o pior e o melhor do ser humano e da vida. Isso não é um grande presente?
Hoje consigo entender e aceitar muitos fatos por conta de vivências e trocas de experiências com outras pessoas e ai de mim se não tivesse passado por percalços, eles me fizeram mais forte. Na verdade somos um pouquinho de cada pessoa que passou por nossas vidas e continuamos em um eterno aprendizado, até que toda a energia da vida se evapore.
Hoje, parei para pensar em todas as pessoas que passaram e ficaram em minha vida e em todos os aprendizados que me tornaram ROSANA.
Que bom que pude e posso compartilhar presentes e ser presente de alguém ou de alguns.
Rosana Rodrigues

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Fim de Ano

O final do período letivo se aproxima.
Eu sempre meço a minha vida por ele.Faço em minha mente um pequeno filme comparativo entre o meu trabalho e a minha vida. Neste ano não poderia ser diferente.
Ando pensando sempre no ônibus: na ida para o trabalho e na volta para casa.Acho o ônibus um lugar perfeito para as minhas reflexões.Chega ser mágico, o modo como consigo me desligar de tudo e pensar, pensar. Muitas vezes decidir e muitas outras, apenas martirizar.
Meço a minha vida pela quantidade de coisas boas que consegui realizar no trabalho e esse ano, por mais que tentasse, as coisas não foram tão fáceis. O ano passou, e não me mostrou a que veio...talvez eu ainda não tenha conseguido enxergar (outra tarefa difícil), mas teimo em recomeçar...todos os dias.
Sabe, uma coisa eu não posso negar: trabalhei muito em prol da EDUCAÇÃO, meu grande lema, e em prol do bem estar dos meus amigos;fiz novos amigos!
Ao apagar das luzes ainda tenho planos não realizados e muitas ideias "inovadoras" para 2011.Estou a planejá-las no ônibus. Já dizia Freire: "Não há vida sem correção, sem retificação".
Rosana Rodrigues