domingo, 27 de novembro de 2011


Dançando- Agridoce
Pitty
Eu sei que lá no fundo
Há tanta beleza no mundo
Eu só queria enxergar
As tardes de domingo
O dia me sorrindo
Eu só queria enxergar
Qualquer coisa pra domar
O peito em fogo
Algo pra justificar
Uma vida morna
O mundo acaba hoje e eu estarei dançando
O mundo acaba hoje e eu estarei dançando
O mundo acaba hoje e eu estarei dançando com você(2x)
Não esqueço aquela esquina
A graça da menina
Eu só queria enxergar
Por isso eu me entrego
À um imediatismo cego
Pronta pro mundo acabar
Você acredita no depois?
Prefiro o agora
Se no fim formos só nós dois
Que seja lá fora
O mundo acaba hoje e eu estarei dançando
O mundo acaba hoje e eu estarei dançando
O mundo acaba hoje e eu estarei dançando com você(2x)
Totalmente MPB, adorei!!
Rosana Rodrigues

domingo, 20 de novembro de 2011

Divulgando o trabalho do meu amigo Pevirguladez Canela Fina







P,10 - Eles Não Moram no Morro (Clipe Oficial)

www.youtube.com


"Mais uma faixa do álbum Manual Prático de Malandragem, que sairá em Outubro, dia 10. Em tempos de UPP, é preciso dizer que ainda há muito morro sofrendo e ag..."




Muito bom o álbum Manual Prático de Malandragem!
Hip hop de primeira!

Rosana Rodrigues

Lendo e refletindo...

"    "Uma experiência sensacional !"

 No palco da vida os mais experimentados são os que mais livremente se jogam na grande aventura de viver. Com todos os riscos...
 Uma frase que se ouve muito por aí: "É preciso experimentar a vida para falar da vida." Uma afirmação absoluta. E eu olho sempre com certa desconfiança para toda afirmação absoluta. Então, vamos analisar um pouco mais detidamente esta afirmação?Talvez ela apresente algumas fissuras...  
  Primeiro, se "falar da vida" significa falar de uma experiência, até que a afirmação pode ser bastante verdadeira.Ninguém pode falar de "sensação de vôo se jamais voou.
  Mas falar da vida não é apenas falar da sensação de viver.Falar da vida tem um sentido mais amplo: é um situar-se bem além da simples  sensação, daquilo que nossos sentidos externos captam e registram. Experiência de vida não nos dão apenas e somente as sensações, mais ou menos intensas, que acompanham coisas por nós vividas; experiência de vida nos dá também a História, nos dá o testemunho de outros que viveram determinada experiência, nos dá a  natureza com suas inúmeras e repetidas lições.
  ...é importante experimentar a vida, mas aproveitar também  a experiência dos outros é muito válido...Muito inteligente é quem constrói a sua vida tirando o máximo proveito dos erros e acertos dos irmãos de caminhada.

NO PALCO DA VIDA A TROCA DE VIVÊNCIA E EXPERIÊNCIAS ENRIQUECE A TODOS."

Atílio Hartman

domingo, 25 de setembro de 2011

EXATO MOMENTO

Divulgando essa linda música de Zé Roberto que fala tão profundamente de amor.

Exato Momento

Zé Roberto

O amor precisa da sorte
De um trato certo com o tempo
Pra que o momento do encontro
Seja pra dois o exato momento
O amor precisa de sol
Ou do barulho da chuva
De beijos desesperados
De sonhos trocados,
Da ausência de culpa
Talvez o amor só seja assim pra mim,
E pra você não seja nada disso.
Mas eu prometo tentar,
Aprender a te amar,
Do jeito que dor preciso.
Mas se o amor quiser
Mudar as leis do que é certo
Ele faz que o improvável aconteça
Quando o amor vier
Não tema tenha fé
Ele encherá seu olhar de esplendor e beleza.


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Família



Estava lendo o trecho de uma matéria indicada pelo meu amigo Higor e fui pesquisar sobre o assunto ( segue trecho da matéria abaixo), então comecei a refletir sobre os filhos da família brasileira. Hoje em dia a FAMÍLIA perdeu o conceito na vida das pessoas, principalmente na vida das crianças: elas já não respeitam qualquer autoridade familiar e por conta disso não reconhecem qualquer outro tipo de autoridade. O que vemos hoje, são crianças abandonadas à própria sorte. Os pais saem cedo para o trabalho e a criança passa todo o seu dia se organizando (ou desorganizando-se), muitas das nossas crianças criam outras crianças e já não vêem na família, um exemplo de vida. Onde moro, existe um terminal de ônibus que virou morada para crianças e adolescentes "abandonados à própria sorte" .Todos os dias que vou trabalhar me choco com a imagem de várias crianças e adolescentes dormindo nas marquises , abandonadas ou não pela família e pelo poder público.

A escola por sua vez ( digo isso porque sou professora e vivencio várias situações), não dá conta de resolver toda a falta que a estrutura familiar faz e então ponho-me a pensar: o que será do nosso futuro?

O QUE SERÁ DO NOSSO FUTURO?

Matéria publicada na revista Veja - edição 2232 - nº 35 - 31 de agosto de 2011.
Arrumar sótãos e porões

"Nem acredito que essas CRIANÇAS ENFURECIDAS, pequenos selvagens que apanhados destruíram postos de polícia e salas de atendimento de menores infratores(...) A lei deveria ser muito firme nesses casos, para socorrer FANTASMAS COM CARINHA DE CRIANÇA E ALMA DE SOMBRA, acalmando sua violência, incutindo-lhes o que seja CONVÍVIO, DIGNIDADE, RESPEITO por si e pelo outro: longo caminho, longo aprendizado, longo esforço da sociedade em compensar essas pessoinhas pelo ABANDONO em que as deixou. Quando se fala em redimir os miseráveis do país retirando-os desse contexto, deve-se incluir, de imediato, o trio MORADIA, SAÚDE e EDUCAÇÃO, sem o qual somos QUASE BICHOS. Perdoem-me os ainda líricos, mas o que se viu mais de uma vez nessas crianças foi VIOLÊNCIA nua e crua. Talvez estivessem drogadas. Certamente não conhecem outra coisa no ambiente insano no qual nasceram. Mas precisam, por isso mesmo, de CONTENÇÃO, LIMITE, AUTORIDADE AMOROSA, mas firme, ORIENTAÇÃO e, antes de tudo, CUIDADOS BÁSICOS consigo mesmas."

Lya Luft


Rosana Rodrigues

Clube de Leitura da Escola Municipal Anísio Spínola Teixeira ( Duque de Caxias)



Olá pessoal!!!
Estou divulgando o Clube de Leitura que vai acontecer na Escola Municipal  Ánísio Spínola Teixeira no município de Duque de Caxias organizado pelo professor Higor Linhares que não por acaso é meu grande amigo. Para participar basta ter lido o livro Quase Memória do escritor Carlos Heitor Cony, segue no cartaz informações adicionais.
Quem é amante da leitura vai se apaixonar por esse trabalho e quem não é vai despertar o gosto!!
Todos estão convidados!!




terça-feira, 26 de julho de 2011

Bebida é água. Comida é pasto. E o amor é o que?


E o amor é o que?
O amor é o sentimento que impulsiona o bem, que faz uma mãe pôr um filho no mundo, que faz a mesma mãe lutar pela vida de um filho até as últimas consequências, que faz um professor  aguentar muitas privações, muitas culpas por amor ao seu país, à Educação e aos brasileirinhos que dele dependem para romper os muitos círculos viciosos que vivem suas famílias ( como por exemplo a pobreza). Mas o contrário também existe. A falta do amor gera desesperança, descrença e falta de perspectiva que juntos geram famílias desestruturadas, governos corruptíveis, descrença na Educação e  nos professores e principalmente, política da "farinha pouca meu pirão primeiro" engajada por toda uma sociedade.
Para descrever realmente um amor incondicional, só o amor de uma mãe por um filho . Que é mostrado no vídeo da música Meu Guri de Chico Buarque interpretada por Elza Soares. Essa música fala muito ao meu coração e à minha profissão é com muito prazer que tento compartilhar meus sentimentos com vocês!

Rosana Rodrigues

domingo, 24 de julho de 2011

Tristeza, o buraco negro humano (In Memoriam)

Ontem tivemos a triste notícia da morte de Amy. Muitos devem ter ficado se perguntando : por quê? e outros muitos provavelmente disseram: morte anunciada. Porém, fiquei pensando em como uma pessoa bonita , cheia de talento e com tantos sonhos que provavelmente estavam sendo realizados pôde se destruir com tanta facilidade e tão fatalmente. Pus-me então, a pensar  em tantos motivos que se tornaram insignificantes diante de tamanha tristeza expressa em músicas e atitudes da artista. Parece que perdeu a motivação para felicidade, estado esse que seu sucesso não conseguia suprir.
Pensei em pássaros, céu azul, flores , mar, natureza e outras coisas julgadas pequenas que talvez fariam toda diferença na vida da artista e que por algum motivo nas profundezas de sua alma já não importavam mais. Sua tristeza deveria ser tão grande que ela por si só já não conseguia suportar e então procurou força e coragem para viver em vícios fatais que acabaram por destruí-la. A causa de tudo pode ter sido a falta do amor, outro fator que muitos podem julgar não tão destrutivo, mas que faz toda a diferença na vida humana.
 A tristeza pode  ser o grande mal do século por falta de tempo para as "pequenas-grandes" coisas  da vida, pode ser o grande buraco negro que nos afasta de Deus e da nossa existência.
Lamento muito a morte de Amy e lamento profundamente por toda a tristeza que pode ter se abatido sobre ela.
Descanse em paz!
Rosana Rodrigues  

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Partes musicais de uma vida



Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras
Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos traduzidos em palavras
Pra que você possa entender
O que eu também não entendo 

Agora o que vamos fazer, eu também não sei
Afinal, será que amar é mesmo tudo?
Se isso não é amor, o que mais pode ser?
Estou aprendendo também





Não demora agora
Há tanto pra gente conversar
Eu desejo e vejo, a rua você atravessar
E os teus passos largos já não me incomodam
Não te acompanho mais, caminho do meu modo
Teus olhos turvos, pouco sinceros
Não me atormentam quanto mais eu enxergo
Eu e você, podia ser
Mas o vento mudou a direção
Eu e você e essa canção
Pra dizer adeus ao nosso, ao nosso coração
Tudo passa e eu ainda ando pensando em você
Tudo passa e eu ainda ando pensando em você

Penso quando você partiu
Assim... sem olhar pra trás
Como um navio que vai ao longe
E já nem se lembra do cais
Os carros na minha frente vão indo
E eu nunca sei pra onde
Será que é lá que você se esconde?

A idade aponta na falha dos cabelos
Outro mês aponta na folha do calendário
As senhoras vão trocando o vestuário
As meninas viram a página do diário

O tempo faz tudo valer a pena
E nem o erro é desperdício
Tudo cresce e o início
Deixa de ser início
E vai chegando ao meio
Aí começo a pensar que nada tem fim...



(Memórias de uma vida em música)
Rosana  Rodrigues

Sistema Tributário Injusto


 Para início de conversa vemos que no quesito ERRADICAR A POBREZA E A MARGINALIZAÇÂO, ainda temos muito para pedir a DEUS e a esperar dos GOVERNANTES. No último governo, bastante até se foi feito, mas não foi o suficiente. Levando-se em conta então o quadro de impostos pagos pela maioria da população pobre isso está longe de acontecer. Como podemos erradicar a pobreza se a maior parte da riqueza desta população é gasta com artigos de primeira necessidade e é exatamente sobre tais artigos que tributam o ICMS, imposto esse que VARIA  CONFORME A CADA REGIÃO DO PAÌS E DE  ACORDO COM A NATUREZA DO PRODUTO?Não tem salário mínimo que chegue.
 Em contrapartida há um pai e uma mãe de família que precisa alimentar seu filhos e é atormentado(a) pela incapacidade do seu salário perante as necessidades da vida humana. E como se isso só não bastasse, ainda tem precariedade dos hospitais públicos que os mesmos financiam com impostos altos, há a educação muitas vezes precárias por conta de políticas públicas irresponsáveis e há ainda a falta de segurança para criar seus filhos e fazer o caminho de ida e volta ao trabalho. O que será desses filhos? Serão cidadãos despreparados para a competividade da vida em sociedade, tanto biologicamente falando quanto intelectualmente falando e são eles que terão que fazer o mesmo caminho para criarem seus filhos, mas veja bem, eles estão despreparados: ENCONTRAM A REDENÇÂO NA MARGINALIDADE. Cabe então uma pergunta:ELES PODEM TRABALHAR ASSIM COMO SEUS PAIS FIZERAM, NÃO PODEM?Sim, podem. Mas cadê a oportunidade de trabalho que não está sendo gerada por falta de estímulo de carga tributária, não há interesse em produzir emprego quando o custo é alto. E então, de nada serviu pagar tantos impostos. Não houve retorno para essa família brasileira e todos os membros dela viveram num círculo vicioso de pobreza e marginalização.
 A IGUALDADE SOCIAL E REGIONAL traça um longo caminho em direção à carga TRIBUTÀRIA do país, senão há igualdade em tal, não há IGUALDADE ALGUMA.
É verdade também que falta conhecimento da população quanto à tributos e o uso do mesmo em prol da sociedade, pensando nisso, ontem eu estava em sala de aula e um aluno levantou a discussão sobre a professora AMANDA GURGEL e em consequência sobre educação e políticas públicas (da maneira dele , é claro!), então vi a oportunidade de falar de carga tributária, de financiamento da educação e sempre primando em dizer que nada do que eles recebem na escola e da escola deixa de ser obrigação do governo, pois todos pagam por tudo: pela merenda que consomem, pelo ar condicionado nas salas, pelo lap top que recebem como premiação, pelos professores e fui mais além, se forem bem interessados pelos seu direitos e deveres de cidadãos verão que tudo aquilo ainda é pouco pelo tanto que se paga.Com isso pensei...estou fazendo a minha parte quanto a esclarecimento de jovens futuros adultos sobre sua posição na sociedade e é assim que deve ser a escola, porta de expansão de cidadania e conhecimento. Toda vez que entro em sala , reservo um tempo para debates sobre cidadania e sociedade, mas sou um grãozinho apenas. Acredito que a iniciativa de se fazer um programa de EDUCAÇÂO FISCAL foi no mínimo interessante, pois capacitando multiplicadores a consciência fiscal pode ser disseminada entre todos os âmbitos da sociedade.
Rosana Rodrigues

domingo, 1 de maio de 2011


RELAÇÃO ESTADO SOCIEDADE


(RESPOSTA DE UM FÓRUM AVALIATIVO DO CURSO DE  EDUCAÇÃO FISCAL QUE PARTICIPO. VALE À PENA DISSEMINAR!)

  Ao meu ver, o Estado detém formas de subsidiar práticas que levem ao enfrentamento de problemas sociais desde que os recursos gerados pela sociedade sejam usados exatamente para os fins devidos. Que o estado faça uma política realmente de enfrentamento e não de mascaração  e ainda que as políticas sociais e economicas sejam vistas como "longo prazo" e não como "curto prazo", visto que cada governo faz o que bem quer na sua gestão sem respeitar os louros do antigo.Isso também se chama comprometimento com o cidadão (HOJE JÁ EXISTE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL QUE RESOLVE PARTE DO PROBLEMA).
   O enfrentamento de problemas sociais começam e perpassam sempre pela EDUCAÇÃO, SAÚDE, HABITAÇÃO e SEGURANÇA, pilares de uma vida humana digna. Essas são prioridades que devem ser cobradas pela sociedade dos GOVERNANTES que a mesma elegeu. E como fazer isso? Exercendo seu direito de voto, observando a aplicação dos recursos financeiros em sua CIDADE,ESTADO e PAÍS, acompanhado e opinando sobre decisões políticas que vão influenciar na vida social de cada cidadão, cobrando seus DIREITOS e CUMPRINDO COM OS SEUS DEVERES e o principal: PENSANDO E AGINDO NO COLETIVO como prega MORIN.
 (EXISTEM CURSOS DE EDUCAÇÃO FISCAL NO SITE DO MINISTÉRIO DA FAZENDA PARA CONSCIENTIZAÇÃO DO CIDADÃO, VOU DEIXAR O LINK.)



Rosana Rodrigues

quinta-feira, 21 de abril de 2011

PÁSCOA
 Nesta época do ano assim como no ano novo, eu sempre faço reflexões sobre toda a minha trajetória até aqui e o que posso acertar e fazer melhor. Acredito que o sentido da páscoa seja realmente esse, visto de um olhar menos religioso. É o recomeçar, é  a  grande celebração da vida e o magnífico dom de poder mudar.
Acredito que é isso que Cristo espera dos humanos: espiação dos seus pecados e um recomeço melhor, seguindo o seu grande mandamento que é AMAI  UNS  AOS  OUTROS.
O AMOR sempre foi e sempre será a grande SOLUÇÃO do mundo.
BOM RECOMEÇO PARA TODOS!!
Rosana Rodrigues

sábado, 12 de março de 2011

TEMPO

Não adianta, o tempo é  realmente o senhor dos destinos. Não há dor que resista ao passar do tempo, não há solidão que não se cure com ele também.
O tempo une gerações e também as afasta, cura feridas. Faz  todo sofrimento virar cor. E isso, particularmente, é o  que me intriga. Hoje você não encontra soluções  para muitas aflições e em geral as do coração. O que você  quer  hoje  já  não é o que quer amanhã. E o amor, a solidão, a falta de hoje  já  não  fazem  mais sentido amanhã. O que faz,  em contrapartida,  as pessoas darem cada vez menos importância ao cultivo dos bons sentimentos e, logicamente,  ao amor.
O tempo cura, mas também é impiedoso com o desamor, com aqueles que não cultuam os bons sentimentos e que no corre-corre da vida tornam coisas rotineiras e embrutecedoras em grandes coisas. Enquanto o mais importante, que está  presente em pequenos gestos,  nem se quer é  percebido.
O tempo.
O tempo e o vento.

Rosana Rodrigues

domingo, 13 de fevereiro de 2011

...

"Sempre chega a hora da solidão
Sempre chega a hora de arrumar o armário
Sempre chega a hora do poeta a plêiade
Sempre chega a hora em que o camelo tem sede"


                                                                           Ana Carolina




Todos têm essa hora. Produtiva ou não, necessária ou não, ela acontece.
Que bom que temos as músicas para expressar com poesia os nossos mais tristes sentimentos. Dos quais temos medo ou vergonha de mostrá-los.

Rosana Rodrigues 

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Costão de Itacoatiara

Ontem, fui com amigos para Itacoatiara e tentei subir o Costão.
Não consegui terminar a tarefa. Fiquei na metade do caminho, lá nas alturas. Foi ótimo! Claro, poderia ter sido melhor! Mas valeu para reflexão.
O céu estava azul, o sol clareando todo aquele verde e o mar em degradê  azul esverdeado ao fundo. Simplesmente lindo! Fiquei pensando no quão é importante esse contato com a natureza  e principalmente com DEUS. Pensei na minha vida na minha liberdade e agradeci por estar ali  contemplando toda aquela beleza. E eu? Tão pequena naquela imensidão.
Aproveitei para pensar nas escolhas feitas por mim, já que estava tão em sintonia com Deus. Tirei conclusões e decidi sempre tentar ESTAR feliz, pois essa é a verdadeira conjugação para a felicidade.
Rosana Rodrigues    

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Chá da Alice/ Circo Voador

Olá amigos e queridos visitantes!
Hoje farei uma divulgação. Segundo meu amigo que participou e fala com propriedade do assunto, o Chá da Alice é ótimo! O do reveillon foi inesquecível! Terá outro, sábado(15/01/2011) , no Circo Voador,  e atendendo a  pedidos estou divulgando aqui o evento. Segue no blog o link para maiores detalhes.
Bom Chá da Alice para todos!
Rosana Rodrigues

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ainda Lula

Lá se foi 2010 e com ele o nosso aclamado Presidente Lula.
Como esquecer seu governo e apagar muitos dos seus feitos  para o povo brasileiro, que tanto clamava por um grande representante?  Pois bem, ele veio e mostrou a que veio. Pode não ter conseguido tudo, mas fez a maior  parte.
Sua saída causa também, assim como o findar do ano, um friozinho na barriga. Mas aguardamos esperançosos pelo Governo Dilma.
Eu não poderia iniciar o ano sem deixar aqui minha homenagem ao Presidente do povo: Lula.
Rosana Rodrigues

Censura

Estava vendo o noticiário e ouvi  sobre a proibição dos livros de Paulo Coelho no Irã. O que  é isso minha gente? Onde estão os tempos modernos e a danada da evolução?
Isso é no mínimo  desrespeitoso  no atual mundo globalizado.
Deus, nos acuda!
Rosana Rodrigues

Onde estão as cores?

A vida é feita de cores.
Cores que imaginamos para cada sentimento e sensação, para cada conquista, para cada coadjuvante do seu palco.
Há épocas que as cores são fartas e outras que elas se resumem ao cinza.
Porém,  há épocas que elas simplesmente deixam de existir, dando realce assim, ao gris. Uma cor fria, sem alegria, sem vontade e sem sentimentos.
Quem roubou o colorido desse eterno arco- íris que é a vida?
Onde encontrar  o pincel e a aquarela? E por que pintar?
Essas são as atuais indagações.
Rosana Rodrigues